Exposição “Cores da Natureza” de Teresa Magalhães | prolongamento

A exposição temporária “Cores da Natureza” de Teresa Magalhães irá continuar patente ao público até ao dia 27 de maio.
Esta exposição é constituída por um conjunto de 12 quadros, de técnicas diversas, onde o diálogo entre o mundo físico, a cor e a fotografia se destaca. São obras que revelam, de forma colorida, os muitos contrastes dos mundos da natureza, permitindo que o espetador, através do movimento cromático desperte para os diálogos que se estabelecem entre esses universos e os seus protagonistas.
Sobre as cores de Teresa Magalhães, dizia José Saramago “As cores de Teresa Magalhães, tal como sou capaz de vê-las, ou segundo o que nelas julgo perceber, não têm nome. E mesmo que o tivessem não é isso que me importa. O que me importa, sim, é sentir nelas aquilo a que, provavelmente sem qualquer originalidade, chamarei uma instabilidade contínua do sentido”.
Teresa Magalhães nasceu em Lisboa, em 1944, licenciou-se na Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa, no curso complementar de Pintura, em 1970, e foi bolseira na Fundação Calouste Gulbenkian, em 1976/79. Já recebeu vários prémios e tem obras suas em várias coleções como Museu Nacional de Arte Contemporânea, no Centro de Arte Moderna/Fundação Calouste Gulbenkian, no Instituto Cultural de Macau, entre outras coleções).
Se ainda não visitou esta exposição de pintura tem agora oportunidade de o fazer durante este mês. A exposição pode ser visitada no horário de funcionamento do Museu e é de entrada gratuita.
Visite-nos!